"A primeira vítima" por Olavo de Carvalho.

|

Quaisquer que venham a ser os desenvolvimentos da onda de protestos no Brasil, sua primeira vítima está ali, caída no chão para não se levantar nunca mais, e ninguém sequer se deu conta da sua presença imóvel e fria: é a "direita" brasileira. Durante décadas, desde os tempos do governo militar, os partidos e movimentos de esquerda vieram construindo sistemática e obstinadamente o seu monopólio das mobilizações de massa, enquanto o que restava da "direita" , atropelado e intimidado por acontecimentos que escapavam à sua compreensão, ia se contentando cada vez mais com uma concorrência puramente eleitoral, tentando ciscar nas urnas umas migalhas do que ia perdendo nas ruas. Não sei quantas vezes tentei explicar a esses imbecis que o eleitor se pronuncia anonimamente de quatro em quatro anos, ao passo que a militância organizada se faz ouvir quantas vezes bem deseje, todos os dias se o quiser, dando o tom da política nacional e impondo sua vontade até mesmo contra um eleitorado numericamente superior. Mas a ideia de formar uma militância liberal e conservadora para disputar o espaço na praça pública lhes inspirava horror. Como iriam bater de frente na hegemonia do discurso "politicamente correto", se este, àquela altura, já se havia impregnado tão fundo nos seus próprios cérebros que já não viam perspectiva senão imitá-lo e parasitá-lo, na ânsia de ludibriar o eleitor e conservar assim os seus cargos, ainda que ao preço de esvaziá-los de qualquer mensagem ideológica diferenciada e própria? Era inútil tentar fazê-los ver que, com isso, se enredavam cada vez mais, voluntariamente, na "espiral do silêncio" (v. Elisabeth Noelle-Neumann, The Spiral of Silence, The University of Chicago Press, 1993), técnica de controle hegemônico em que uma das facções é levada sutilmente a abdicar da própria voz, deixando à inimiga o privilégio de nomeá-la, defini-la e descrevê-la como bem entenda. Alguns eram até idiotas o bastante para se gabar de que faziam isso por esperteza, citando o preceito de Maquiavel: aderir ao adversário mais forte quando não se pode vencê-lo. Belo mestre escolheram. O autor do Príncipe foi um bocó em matéria de política prática, um fracassado que esteve sempre do lado perdedor. Assim, foram se encolhendo, se atrofiando, se adaptando servilmente ao estado de coisas, até o ponto em que já não tinham outra esperança de sobrevivência política senão abrigar-se sob o guarda-chuva do próprio governo que nominalmente diziam combater. Ao longo de todo esse tempo, ia crescendo a insatisfação popular com um partido que fomentava abertamente o banditismo assassino, cultivava a intimidade obscena com terroristas e narcotraficantes, tomava terras de produtores honestos para dá-las à militância apadrinhada e estéril, estrangulava a indústria mediante impostos, demolia a educação nacional ao ponto de fazer dela uma piada sinistra e, last not least, expandia a corrupção até consagrá-la como método usual de governo. Milhões de brasileiros frustrados, humilhados, viam claramente o abismo em que o país ia mergulhando. Essa massa de insatisfeitos, como o demonstravam as pesquisas, era acentuadamente cristã e conservadora. Em 2006 escrevi: "Com ou sem nome, a direita é 70 por cento dos brasileiros. Um programa político ostensivamente conservador teria portanto sucesso eleitoral garantido". Mas, com obstinação suicida, a "direita" se recusava a assumir sua missão de porta-voz da maioria. Apostava tudo nas virtudes alquímicas da autocastração ideológica. "Um pouco mais adiante – escrevi na mesma ocasião – , ela agravou mais ainda a sua situação, quando, após a revelação dos crimes do PT, perdeu a oportunidade de denunciar toda a trama comunista do Foro de São Paulo e, por covardia e comodismo, se limitou a críticas moralistas genéricas e sem conteúdo ideológico." Etanto tempo se passou, tão grande foi o vazio, que de recuo em recuo essa direita foi abrindo, que a própria esquerda acabou notando a necessidade de preenchê-lo, mesmo ao preço de sacrificar uma parte de si própria e, como sempre acontece nas revoluções, cortar as cabeças da primeira leva de revolucionários para encerrar a fase de "transição" e saltar para as rupturas decisivas, as decisões sem retorno. Há mais de um ano o Foro de São Paulo vinha planejando esse salto, contando, para isso, com os recursos do próprio governo, somados aos da elite globalista fomentadora de "primaveras". Como não poderia deixar de ser em tais circunstâncias, o clamor da massa conservadora acaba se mesclando e se confundindo com os gritos histéricos do esquerdismo mais radical e insano, tudo agora instrumentalizado e canalizado pela única liderança ativa presente no cenário. Condensando simbolicamente essa absorção, a vaia despejada sobre a presidenta Dilma Rousseff no Estádio Nacional de Brasília, autêntica manifestação popular espontânea, já não se distingue da agitação planejada e subsidiada que acabou por utilizá-la, retroativamente, em proveito próprio. Não se pode dizer que a esquerda tenha "roubado a voz" da direita, pois a recebeu de presente. A opção pelo silêncio, o hábito reiterado da autocastração expulsou a direita nacional de um campo que lhe pertencia de direito e de fato, e terminou por matá-la. Ela não se levantará nunca mais. A insatisfação conservadora transmutou-se em baderna revolucionária e já não tem nem mesmo como reconhecer de volta o seu próprio rosto. Talvez algumas cabeças esquerdistas venham a rolar no curso do processo, mas as da direita já rolaram todas. Olavo de Carvalho é ensaísta, jornalista e professor de Filosofia

13 comentários:

Anônimo disse...

Manifestação Contra o Foro de São Paulo
No dia 31 de Julho em São Paulo será
realizado o “XIX Encontro do Foro de São
Paulo” Vamos nos manifestar contra o
evento e sua realização.
Leia no Facebook: https://www.facebook.com/events/176725892494712/
PARTICIPE: AJUDE A DIVULGAR E A ORGANIZAR O EVENTO EM SUA CIDADE
TODOS OS BLOGS, POR FAVOR, PUBLIQUEM ESTA NOTICIA.
Mais, aqui
http://libertatum.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Os donos da História:

Cartas às Forças da Escuridão


Por Milton Pires

Meus caros “amigos da escuridão”, hoje me dedico a vocês. Chegou ou não chegou a vez de vocês, hein? O país está ferido de morte da maneira que vocês gostariam. Vocês conseguiram finalmente o que planejaram - criar uma situação em que as pessoas já não sabem mais em quem ou no que acreditar, não é? Depois do caos, vocês e eu sabemos que “vamos voltar como salvadores”, não sabemos?

Conheço vocês há décadas, seus demônios. Vocês, que não acreditam em Deus algum, que querem legalizar a maconha e tornar o aborto algo tão fácil quanto trocar de roupa..vocês que desprezam o casamento, que defendem as cotas raciais e queimam plantações no campo, que querem o fim da família e de tudo aquilo que ajudou a fundar o Brasil, vocês – seus vermes – que tratam os nossos soldados, marinheiros e aviadores como criminosos. Minhas linhas vão ser agora o exorcismo que vocês estão merecendo ...

texto inteiro aqui:
www.alertatotal.net

Anônimo disse...

Talvez, neste país sem cidadania, esteja me tornando um velho anarquista, mas com o ardor da indignação de um jovem adolescente, em prol do que é certo e justo.Vaiei a incompetência, a desonestidade, a corrupção, a enganação, a mentira.Vaiei as obras inacabadas, superfaturadas, mal feitas, não fiscalizadas.Vaiei a insegurança dos cidadãos brasileiros, as péssimas condições da saúde pública, a ineficiência do sistema educacional.Vaiei a falta de boas estradas, portos e aeroportos.Vaiei a carência de saneamento básico, os apagões de energia elétrica,o caos das grandes cidades.Vaiei a utilização política de empresas estatais e de economia mista,com recursos financeiros mal aplicados ou utilizados de maneira inescrupulosa, ocasionando graves prejuízos, como os verificados na Petrobras.

Vaiei o estímulo à luta de classes, à invasão de propriedades particulares e à desagregação da sociedade. Vaiei os programas eleitoreiros, disfarçados em projetos sociais, sem nenhuma contrapartida, que objetivam apenas a conquista de votos para a manutenção do poder.Vaiei o retorno da inflação, o aumento brutal da dívida interna, aquebra do equilíbrio fiscal.Vaiei o aniquilamento de nossa indústria, os malefícios à agropecuária,a perda da competitividade internacional.Vaiei os cartões corporativos e o alto custo da máquina governamental,com os seus trinta e nove ministérios, criados, em sua maioria, apenas para abrigar políticos obscuros e os interesses dos partidos da base aliada.



Vaiei o aparelhamento do Estado, inclusive o da mais alta corte do Poder Judiciário, por pessoas ligadas ao partido político da"presidenta".Vaiei a tentativa de mudar a verdadeira História do Brasil, com a

instalação de uma Comissão, que de verdade só tem o nome.Vaiei a subordinação da política externa brasileira aos ditames do Foro de São Paulo, com o país caudatário das decisões de governos populistas e ditatoriais da América Latina. Vaiei as tentativas de macular as Forças Armadas, de silenciar a imprensa, de implantar, paulatinamente, o comunismo no Brasil, travestido agora com o nome de socialismo bolivariano.Vaiei os políticos demagogos, oportunistas, mentirosos, corruptos e adúlteros. Vaiei os seguidores de falsos profetas, os aproveitadores, os bajuladores, de todas as espécies.

Vaiei os inocentes úteis, os conformados, os omissos.Vaiei, finalmente, todo o mal que, nos últimos dez anos, o partido político, que se dizia ético, fez ao meu país.

Que a estrondosa vaia seja o prenúncio de outros tempos, de esperança ede confiança em um novo Brasil, verdadeiramente grandioso e justo para o seu povo.
E ESSA PETRAPORCALHADA AINDA VEM COM HISTÓRIAS DE CAROCHINHA ALARDEANDO QUE A VAIA NÃO ERA NEM PARA DILMA NEM PARA LULA NEM PARA O PT


Brasília, 17 de junho de 2013.



Luiz Osório Marinho Silva

22 de junho de 2013

Anônimo disse...


O Olavo está muito negativo. Esse pessoal não é tão poderoso assim não. Qual é?

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
... disse...

Meu caro "Anônimo",

Baixa a bola vermelhinha, por favor. Se a direita brasileira é todo esse monstro, a esquerda superou seu inimigo. Não há pecados que não compartilhem, não há comissões que não dividam e não há monstruosidades que não compactuem. Só me dói, de verdade, ver aqueles que nos salvariam nos trairem de forma tal vil e deslavada!

Julio Moscardini (Ex-PCB)

Anônimo disse...

Querido Julio
Vermelhinho o escambau! Se há uma coisa que abomino è o comunismo. Estou apenas repetindo no comentário exatamente o que o Olavo disse e. LAMENTANDO a apatia e covardia da direita brasileira que nunca soube ser outra coisa que não fosse autoritária e corrupta, acabando até mesmo com iniciativas liberais através de golpismo. Não acredita? leia a história de um herói esquecido, o Barão de Mauá.
Sou pelo liberalismi clássico, lei de mercado e meritocracia. Esses são os pilares de exonomias que deram certo e semocracias sólidas.
E se bem me lembro, apenas quem é "amigo do rei" no Brasil, seja o rei de esquerda ou direita, é que se dá bem.
O que pedi e reitero ao Olavo é PROPOR UMA SOLUÇÃO PARA A DIREITA BRASILEIRA. Ele está certíssimo ao dizer que ela está morta, mas como tantos, peca por não propor uma solução.
Talvez seja porque ele sabe que com o material humano direitista que existe no Brasil, soluções não existem.
E o Olavo e outros pecam sim por serem péssimos no marketing e não conseguirem vender seu peixe e formar uma nova classe voltada à direita.
Espero que isto fique bem claro.

Anônimo disse...

www.communistcrimes.org (em portugues tb)

RR3C disse...

"Sou pelo liberalismi clássico, lei de mercado e meritocracia. Esses são os pilares de exonomias que deram certo e semocracias sólidas."

Hi hi hi - qual a sua cor preferida....?? quem saberá??
Renato

Anônimo disse...

Perdão, queridos...digitar um texto morrendo de sono e às pressas dá nisso.
Corrigindo...
Sou pelo LIBERALISMO clássico, lei de mercado e meritocracia. Esses são os pilares de ECONOMIAS que deram certo e DEMOCRACIAS sólidas.
Valeu a bronca!
E se alguém se interessar pelo esquecido Barão de Mauá, leiam um livro interessante que mostra bem por que nem a direita nem a esquerda tem qualquer moral no Brasil.
Chama-se "Mauá, Empresário do Império".

Berto pernambuco disse...

Chega a ser comico,,, o que e' tra'gico,,,. Nao sao protestos, quebradeira, inflacao, denuncias, e essas meia-solas, que vao tirar um Comunista. ---- Gente, o comunismo entra justamente com escandalos, isso e' a gasolina deles, para terem motivos de baterem o martelo. Pressionar as Forcas armadas,,, e se ela atender (o que sera' um milagre),,,e' a u'nica e u'ltima chance, nao temos mais saida,,,ja'era o tempo que podi'amos fazer algo eficaz. Voces substimam demais esses mafiosos. COMUNISMO NAO E' POLITICA,,,,E' MA'FIA,,,nua e crua. E' nessa isca que o povo cai. NAO SE LIDA COM MAFIOSOS COMO SE LIDA COM POLI'TICOS,,, E' UM PERIGOSO ERRO. Eles so' usam a poli'tica quando nao podem usar a forca. Orarmos e pedir que Deus tenha piedade de no's,,,foi so' o que restou,,,ja' era,,,ou entao que apareca um heroi, bom de tiro, e PUM ! nas cabecas da Hidra. Sao DUAS,,,Ze' Dirceu ( forte agente Cubano ) e Lula ( o endeusado com nosso dinheiro ). Se um hero'i com excelente pontaria estourar os miolos dessas duas cabecas,,,,ai sim, ,,,nem precisaremos das Forcas Armadas, que mais parecem escoteiros. A Dilma e' tao medi'ocre que ficara' perdida e sem direcao, e se intocara' no primeiro buraco que dispor. --- E' ridi'culo e infantil como alguns ainda pensam que queda de popularidade tira comunistas. Essas criancas mentais nao sabem que um presidente comunista tem um batalhao de apoiadores de bracos erguidos, o sustentando,,,fortes, poderosos e criminosos. Vejam como exemplo, Obama,,, estracalhando a America em pedacos,,,e no ma'ximo, uns gatos pingado pedindo seu impeachiment -- O Supremo Tribunal Eleitoral brasileiro ta nao mao deles gente. Parem de ser gado humano,,,O PT faz campanha quando quer e quando bem entende, e ta' cagando e andando pra leis,,,principalmente eleitorais. Tentem tirar essa urnas,,,voces verao o que e' quebradeira. O comunismo prospera por duas principais razoes,,,, 1- O Povo abocanha iscas facilmente. 2- Os conservadores e direitistas de nao tem coragem de mata-los, ou armar atentados. Que lider COMUNISTA de algum pai's sofreu atentado e morreu causado por conservadores ??????? NUNCA,,,,,a nao ser,,,os pro'prios camaradas. So' comunista MATA COMUNISTA. O comunismo prospera porque eles matam,,, e no's no ma'ximo,,,os prendemos. Nunca votei nessa urna eletronizada, e Deus e' testemunha. Nao sou palhaco.

RR3C disse...

Anônimo,

se liga....

Se você sabe o que diz, por favor; deixe o Império fora dos seus (teus) ensinamentos e fora destes tempos de "Brasil - um país de todos".

Renato

Anônimo disse...

Renato, a raiz dos males vem de lá. Tente abrir uma empresa aqui...ANTES de você iniciar suas operações, você tem 5 neguinhos MAIS sindicatos te cobrando impostos!
Na Irlanda, as empresas tem 1 ano APÓS o início para pagar seus impostos e o imposto corporativo é de 10% SOBRE O LUCRO, não sobre o faturamento.
Para ser empresário aqui, você tem que começar fora da lei, ou não sobrevive.
Tente. Eu tentei, e por isso mesmo posso falar de boca cheia. Aqui somente os amigos do rei lucram...e SONEGAM!
E isso ninguém protesta, e as direitas assinam embaixo.
E deixam a estrada livre pra esgotosfera esquerdista se locupletar.

 

©2009 Reaja Brasil! | Template Blue by TNB