PT censura música no carnaval de Recife!!!!

|

Ouça a letra AQUI e acompanhe a letra:

Chega de trabalho, basta de tanto "lero-lero", não vou mais encher minhas mãos de calo. 
Vou viver da bolsa do "Fome Zero". Minha mulher está muito feliz, já pediu dispensa do trabalho. Não quer mais ser uma faxineira, Pra Viver dessa bolsa brasileira. 

Por isso, eu canto "Obrigado Presidente!" Por o senhor ter estendido a mão. Distribuindo esmola via cartão. Retribuindo com a sua reeleição. Este é o país que vai prá frente, com essa massa ociosa e contente. Vivendo na ociosidade, diz ainda que isso é brasilidade. 

Por isso, eu canto "Obrigado Presidente!" Por o senhor ter estendido a mão. Distribuindo esmola via cartão, contrariando o nosso "Rei do Baião". Chega de trabalho, basta de tanto "lero-lero". Não vou mais encher minhas mãos de calo. Vou viver da bolsa do "Fome Zero". Minha mulher está muito feliz, já pediu dispensa do trabalho. Não quer mais ser uma faxineira. Prá Viver dessa bolsa brasileira. 

Por isso, eu canto "Obrigado Presidente!" Por o senhor ter estendido a mão, Distribuindo esmola via cartão. Retribuindo com a sua reeleição. Este é o país que vai prá frente com essa massa ociosa e contente, Vivendo na ociosidade, diz ainda que isso é brasilidade. Por isso eu canto "Obrigado Presidente!" Por o senhor ter estendido a mão, Distribuindo esmola via cartão, contrariando o nosso "Rei do Baião" Por isso, eu digo "Obrigado Presidente!" Por o senhor ter estendido a mão, Distribuindo esmola via cartão. Retribuindo com a sua reeleição. Por isso, eu digo "Obrigado Presidente!" Por o senhor ter estendido a mão. Distribuindo esmola via cartão, contrariando o nosso "Rei do Baião". Por isso, eu digo "Obrigado Presidente!" Por o senhor ter estendido a mão, Distribuindo esmola via cartão, Retribuindo com a sua reeleição. Por isso eu digo "Obrigado Presidente!" Por o senhor ter estendido a mão. Distribuindo esmola via cartão, contrariando o nosso "Rei do Baião".

7 comentários:

ACORDA BRASIL disse...

Com servidores pagos pelo contribuinte, o Congresso já não funcionava na tarde desta sexta


Melhor fechar – Brasil,

sexta-feira, 8 de janeiro de 2013, véspera do feriado prolongado de Carnaval, que no âmbito político durará até o dia 18, uma segunda-feira. Até as 16h41 desta sexta-feira, o Estado (União, estados e municípios) já havia arrecadado a bagatela de R$ 173,3 bilhões em impostos, dinheiro suficiente para comprar pouco mais de 6,4 milhões de carros populares. Para quem gosta de números, esse valor representa 255,6 milhões de salários mínimos, que atualmente vale incríveis R$ 678.

Anônimo disse...

IMPORTANTE - abaixo-assinado pedindo o impeachmentl de Renan Calheiros já. chega a quase 1.200.000 assinaturas. Ver ( e assinar) aqui:
http://www.avaaz.org/po/petition/Impeachment_do_Presidente_do_Senado_Renan_Calheiros/

Anônimo disse...

‎"O sujeito que apelidou o Brasil de "país do futuro" se suicidou. Se Stefan Zweig estivesse vivo hoje, provavelmente se mataria de novo ao notar quão distante da realização sua profecia se encontra, mais de sessenta anos depois.
Gustavo Ioschpe.

Planet Hemp - Futuro do país

http://www.youtube.com/watch?v=Pcnf5utcU40

Anônimo disse...

A letra dessa música diz tudo sobre o desgoverno petista. Quanto ao Brasil, continua sendo o eterno Paiz do futuro que nunca chega.

Anônimo disse...

Quem está do lado do Brasil?
Por Pedro Luiz Rodrigues

O Presidente do PT, deputado estadual (SP) Rui Falcão, no melhor estilo Guillermo Moreno, acha que é muito importante para o futuro da agremiação que comanda saber, quem no meio empresarial, “está do nosso lado, quem não está”. Foi isso o que disse e está claramente aspeado, ao jornal Valor, em matéria muito precisa de Cristian Klein.
Para quem não se lembra, Guillermo Moreno é o Secretário de Comércio Interior da Argentina, muito utilizado pela Presidente Cristina Kirchner como uma espécie de máquina de demolição contra tudo e contra todos que ousem não se enfileirar “do nosso lado”.
Foi ele, por exemplo, que levou à destituição da direção e de boa parte do corpo técnico do Indec (equivalente ao nosso IBGE) pelo simples fato de não concordar com os índices de inflação apurados pela instituição. O resultado está aí. A Argentina no caminho de ser excluída do FMI por falseamento de dados.
O mesmo Moreno é o responsável pela aplicação de um velho e reconhecidamente ineficaz remédio anti-inflacionário: o congelamento de preços. Além do mais, ele que é o sabichão e pode tudo, proibiu os supermercados de anunciarem seus preços nos jornais ou na televisão.
Para um partido, como o PT, que detém boa parte do poder em nosso país, a declaração de Rui Falcão, meu ex-colega de Jornal da Tarde – e ex-diretor de redação da revista de negócios Exame – tem o claro sabor de uma ameaça.
Uma ameaça inócua, a bem dizer, que não pode ser levada a sério num país onde a democracia e as leis ainda têm valor. Essa coisa de se não estiver ao meu lado, está contra mim, além de refletir impulso politicamente primitivo, é simplesmente inaceitável.
A pergunta que decorre de tal declaração é: o que vai o PT fazer com quem não estiver de seu lado? Cortar os empréstimos do BB, os financiamentos da Caixa? Suspendê-lo da lista dos que podem tomar recursos do BNDES?
O Banco Rural esteve muitíssimo do lado do PT. Mas que pode qualquer um fazer, mesmo que se ache poderosíssimo, por seus grandes amigos, num país onde felizmente vige a democracia e o direito?
Pois bem, em 2005, o Banco Rural ocupava a 18º posição entre os maiores bancos privados em ativos, de acordo com dados do Banco Central. Hoje, procurei na lista da Exame dos 50 maiores bancos brasileiros e não encontrei o seu nome.
Qual a razão desse declínio? Misturar negócios com política, achar que se deve fazer tudo para agradar quem estiver de plantão no poder. A instituição ficou famosíssima por ter ajudado membros do então comando do PT no esquema do mensalão. E daí, será que o próprio PT mantém hoje suas contas nesse banco?
As empresas visam o lucro e geram empregos. Pagam salários e impostos que é o que mais deveria interessar a administração pública.
Produzirão mais, gerando mais empregos e pagando mais tributos se puderem contar com boa infraestrutural, fornecimento de energia adequado, segurança jurídica e uma boa política macroeconômica.
São desnecessárias baboseiras ou ameaças.


site CH

Anônimo disse...

Gleisi Hoffmann usa a burocracia do Estado para justificar incompetência e inoperância do governo do PT

Perna curta – Quando um governo é incompetente, como é o caso do de Dilma Vana Rousseff, a saída é inventar uma desculpa atrás da outra. Essa estratégia recorrente do Partido dos Trabalhadores começou com Luiz Inácio da Silva, que para blindar o seu falso messianismo e camuflar o desastre que seria sua passagem pelo Palácio do Planalto inventou, logo nas primeiras semanas de seu governo, a chamada “herança maldita”, como se sua conhecida incompetência fosse culpa dos antecessores.

http://ucho.info

Anônimo disse...

Renunciar à vida (13/02/2013) -
Comentário de Luiz Carlos Prates


http://ferramula.blogspot.com.br

 

©2009 Reaja Brasil! | Template Blue by TNB