Tuma fala em injustiça e diz que 'verdade virá à tona'! Que novidade, heim? São todos tão injustiçados! tsc tsc tsc

|

Ressentido com a demissão, que tentava reverter a todo custo, o secretário saiu atirando.
Acusado de envolvimento com a um dos chefes da máfia chinesa em São Paulo, o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, foi demitido nesta segunda-feira, 14, do cargo pelo ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto. Em nota, o ministro observou que Tuma Júnior responde a três investigações - na Comissão de Ética da Presidência da República, no próprio Ministério e na Polícia Federal e que, estando fora do cargo, ele "poderá melhor promover sua defesa".

Ressentido com a demissão, que tentava reverter a todo custo, o secretário saiu atirando. Ele disse que foi alvo de arbitrariedades da Polícia Federal, atribuiu sua desgraça à conspiração de setores mafiosos incomodados com sua atuação, acusou o governo de agir com "covardia política" e deu a entender que haverá troco. "A verdade virá à tona! Vão surgir fatos que vocês vão se arrepiar, aguardem!", disse. Tuma disse que é amigo do ministro. "Ele é meu amigo e está tão amargurado quanto eu", disse Tuma, negando que o termo "covardia política" era destinado ao ministro. continua

2 comentários:

Paulo Urbano disse...

Porque ele não contra o que sabe sobre os ex amigos, FALA TUMINHA QUE NOS TE ESCUTAMOS.

Partido Alfa disse...

Infelizmente não vão para aquele lugar onde só tem inocentes: CADEIA.

 

©2009 Reaja Brasil! | Template Blue by TNB