Lula comete (mais uma) gafe e chama premier jordaniano de 'turco'. Jordaniano não é turco! Burro!

|

Com deslizes já repetidos em outros países árabes, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva encerrou hoje sua visita ao Oriente Médio. Na Turquia, o constrangimento começou quando ele defendeu que o Brasil deveria agir como um "mascate".
Na Jordânia, Lula trocou o nome do primeiro-ministro jordaniano, Samir Rifai, chamou-o de "turco" e ainda designou a Jordânia como um país pobre.

"O Salim deveria ser tratado de turco", afirmou Lula, dirigindo-se a Samir Rifai. "Aqui tem muita gente com cara de turco. Ou seja, (a pessoa) que coloca um monte de peça de pano debaixo do braço e sai de casa em casa batendo palma e vendendo."

"O mascate não vai na Avenida Paulista, não vai no Morumbi, não vai nas ruas dos ricos. Ele vai nas ruas da periferia, onde o pobre pode comprar para pagar em suaves 12 prestações, 24 prestações ou mais", afirmou. "Eu achava que o Brasil pudesse ser assim."

Uma vez mais, mostrou-se alheio ao fato de que, no Oriente Médio, tal designação não cai bem, dadas as lembranças dolorosas do período de domínio do Império Otomano na região. Essa ocupação foi um dos fatores que provocaram a massiva emigração de sírios e libaneses, obrigados a portar passaporte turco, no início do século 20.

2 comentários:

Waltão disse...

MOMENTO DE DESCONTRAÇÃO

A aeromoça oferece bebida a um gay que esta sentado ao lado de uma freira dentro de um aviao.
O gay (chique,lindo e rico) pede uisque escoces com gelo. -Aceita o mesmo que ele, irmã? Pergunta a aeromoça a religiosa.
A freira fica indignada:

-Prefiro ser agarrada selvagemente e estuprada por um negão do Pelourinho, daqueles de dois metros de altura, do que botar uma gota de alcool na boca!
O gay escuta e devolve o uisque a aeromoça dizendo:
-Desculpe! Eu não sabia que tinha essa outra opçao. Também quero o negão!

Paulo Urbano disse...

Depois tem gente que diz que alguns são preconceituosos com o apedeuta, o cara é um imbecil rematado, que não tem noção das coisas e se põe a falar como se ainda estivesse no sindicato ou na birosca da esquina tomando suas cachaças e falando asneiras. Que vergonha.

 

©2009 Reaja Brasil! | Template Blue by TNB